Ganho de peso na gestação. De brinde, 2 receitas!

CUIDADOS COM O PESO E A SAÚDE NA GESTAÇÃO

Diante da epidemia mundial de obesidade, vem sendo observado um aumento da prevalência da obesidade também em mulheres em idade reprodutiva e um aumento do ganho de peso na gestação. No Brasil, entre as mulheres, dados fornecidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram presença de excesso de peso em mulheres nesta fase (IMC >25 kg/m2).

A gestação está incluída na lista dos fatores clássicos desencadeantes da obesidade e o início ou manutenção da mesma nesta fase, está associado a inúmeros riscos maternos e fetais.

Numa gestação normal o ganho de peso ocorre devido a aumento de tecidos maternos e dos produtos da concepção, tais como o peso do feto, líquido amniótico, da placenta e da expansão do volume sanguíneo e do líquido extracelular, além do aumento do útero, mamas e dos depósitos adiposos.

Para saber se o peso pré-gestacional está de acordo com o recomendado e quanto deverá ser p ganho de peso durante toda a gestação, deve-se fazer o cálculo do IMC (Índice de massa corpórea: IMC = peso/altura²) e analisar os dados através dos seguintes resultados:

Mulheres que ganham peso dentro dos limites propostos têm menor chance de ter filhos nos extremos de peso para idade gestacional. No entanto, cerca de 2/3 das mulheres ganham mais peso que o recomendado, o que leva a complicações durante a gestação além de contribuir para a retenção de peso pós-parto, implicando no desenvolvimento da obesidade e de suas complicações ao longo da vida.

A incidência de Diabetes Melito gestacional (DMG) em gestantes obesas é três vezes maior que na população geral. No período gestacional as mulheres, mesmo com peso adequado, apresentam fisiologicamente aumento da resistência à insulina. Assim, recomenda-se o rastreamento de diabetes nas gestantes obesas já no primeiro trimestre através glicemia de jejum, com o objetivo de detectar pacientes previamente diabéticas não diagnosticadas.

Além da preocupação com a manutenção do peso, gestantes devem pensar no valor nutricional dos alimentos e o que eles proporcionam para ela e o bebê.

Deve-se fazer uma suplementação de ácido fólico 03 meses antes de engravidar, para evitar defeitos no tubo neural do feto e uma possível anemia (receitas no final da matéria). Recomenda-se também, ingerir durante a gestação alimentos ricos em vitamina B12, vitamina A, vitamina C, Ferro e Cálcio, como leite e seus derivados, carnes, vegetais folhosos verdes escuros e frutas e leguminosas em geral. Hoje em dia é prescrita uma vitamina materna, a qual contém todas as vitaminas necessárias para a futura mãe.

Abaixo segue uma lista com orientações nutricionais para gestantes em geral:

– Fazer de 5 a 6 refeições por dia, evitando um jejum prolongado;

– Comer devagar e mastigar muito bem os alimentos;

– Beber a cada duas horas um copo de água;

– Inserir nas refeições carnes magras, peixes, frango ou ovo, fontes de proteína de alto valor biológico;

– Preferir sempre cereais integrais (pães, biscoito, torrada, arroz, massas);

– Consumir frutas, legumes e verduras diariamente; de preferência com cascas previamente higienizadas;

– Preferir leite e derivados desnatados/light;

– Evitar o excesso de café e chás escuros (preto e mate); pois eles induzem o aborto ou o parto precoce quando consumidos sem limites por conterem substâncias estimulantes, como a cafeína;

– Produtos diet devem ser consumidos sob orientação de nutricionista e/ou médico;

– Excluir bebida alcoólica e cigarro;

– Usar sal e óleo com moderação; dando preferência aos óleos vegetais, como o de girassol e canola e não adicionando sal no alimento já pronto;

– Evite frituras, doces e refrigerantes;

– Evite temperos industrializados (caldos concentrados, sachês, molhos prontos) e temperos picantes;

– Grãos (feijão, soja, ervilha fresca, grão-de-bico, feijão branco) devem ser consumidos pelo menos uma vez ao dia;

– Não comer carnes e peixes crus;

– Em caso de constipação intestinal, aumentar as fibras da dieta (frutas, legumes, verduras, linhaça, gérmen de trigo) e consumir 1 frasco de yakut (tampinha verde) por dia (receitas laxativas no final da matéria);

– Preferir queijos brancos, ricota, cottage, ao invés de queijos gordurosos (prato, gorgonzola, provolone, mussarela, parmesão);

– Incluir diariamente alimentos ricos em ácido fólico: brócolis, vagem, feijão, espinafre, ovo, gérmen de trigo, carnes magras (peixe e frango), fígado, laranja, limão – alimentos ricos em ácido fólico previnem más formações neurológicas;.

– Não ingerir gema de ovo mole, peixe cru, palmito in natura ou caldo de cana, por poderem causar doenças prejudiciais a gestante e ao feto, como Salmonela e Botulismo.

Outra recomendação extremamente eficaz a manutenção do peso e ao bem estar nesta fase, seria o exercício físico com orientação de um profissional especializado para esta situação. Ele auxilia em diversos fatores, como a melhora e prevenção de inchaços, dores musculares e no ganho de peso em excesso.

A gestação não é época para fazer dietas restritivas e nem pensar em perder peso, mas também não significa comer em excesso, ou “comer por dois”. É um momento para fazer escolhas saudáveis a fim de ganhar somente o peso necessário. Unindo estes fatores e realizando todo o acompanhamento médico, certamente você terá uma gestação tranqüila, leve e feliz.

RECEITAS:

Sopa de espinafre com couve – manteiga : Rica em ácido Fólico, previne má formação fetal e a anemia.

· 2 colheres de sopa de óleo de canola

· 1 cebola média picada

· 3 colheres de aveia em flocos

· 6 xíc de espinafre cortado

· 6 xíc de couve manteiga cortada em tirinhas

· 1 batata inglesa média

· 1 iogurte desnatado

· 6 xíc de água

Cozinhe todos os ingredientes, exceto o iogurte. Passe no liquidificador até formar um creme e tomar em seguida.

Coquetel laxativo: Auxilia no bom funcionamento intestinal em casos de constipação.

· 1/2 mamão

· 1 laranja com bagaço

· 2 ameixas pretas sem caroço (após deixar de molho na véspera em 1/2 copo de água)

· 2 colheres de sopa de farelo de trigo

· 1/2 copo de iogurte.

Bater todos os ingredientes no liquidificar e beber em seguida.

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.