Quando levar os filhos ao oftalmologista?

Levar as crianças desde cedo ao oftalmologista é importante para identificar problemas precocemente, além de prevenir diversas outras doenças e problemas de visão.

A seguir, as idades certas de levar o seu filho ao oftalmologista.

Primeiras 24h de vida

Ainda na maternidade, deve-se fazer o Teste do Olhinho, para avaliar se há alguma dificuldade para que a luz passe pela retina e chegue ao cérebro.

Entre 3 e 6 meses

Para identificar possíveis dificuldades no desenvolvimento da visão e do olho ou problemas de má-formação.

1 ano de idade

Essa consulta servirá para avaliar todo o primeiro ano de desenvolvimento da visão do bebê.

Entre 2 e 3 anos de idade

Para identificar problemas de formação e desenvolvimento, como estrabismo e anisometropia (diferença de grau entre os olhos).

Entre 5 e 7 anos de idade

Necessário consultar por conta do início do período escolar. É avaliado a existência de problemas comuns de vista, que podem comprometer o desempenho escolar.

Entre 12 e 15 anos de idade

Nessa idade é importante para reavaliar a presença dos problemas refracionais. A miopia, por exemplo, apareça nessa faixa etária, mesmo que não tenha se manifestado antes.

Quando se preocupar: sinais de alerta

Seta

– Lacrimejamento constante ou em  excesso. – Secreção anormal saindo dos olhos; – Vermelhidão, inflamação ou coceira na região dos olhos;

Ponto circulado

– Fotos com flash em que o olho da criança aparece branco; – Estrabismo depois dos 3 meses de vida; – Alta sensibilidade à luz; – Histórico familiar.

Ponto circulado

– Queixas de dores de cabeça após as aulas e durante os deveres de casa, ou de dificuldades para enxergar o quadro; – Necessidade de assistir à televisão muito de perto.

Ponto circulado