V A C I N A

A

SALVA

V I D A S.

As vacinas são essenciais para blindar o organismo contra doenças que ameaçam a saúde, em todas as idades.

Doenças altamente contagiosas – como a Difteria, o Tétano, a Paralisia Infantil, o Sarampo, a Caxumba e a Rubéola – praticamente já não existem mais no Brasil.

Mas, atualmente algumas dessas doenças estão voltando em virtude dos movimentos anti vacinas.

Atenção!

O Ministério da Saúde reforça, que a imunização é de extrema importância para evitar óbitos e sequelas causadas por doenças imunopreveníveis como surdez, cegueira, paralisia, problemas neurológicos. 

A seguir cada uma das 18 vacinas, conforme o calendário de vacinação brasileiro

BCG:  Dose única ao nascer.

Hepatite B - Uma dose ao nascer, o preferencialmente nas primeiras 12 horas após o nascimento.

DTP+Hib+HB (Penta) -  São três doses, aos dois, quatro e seis meses de idade.

Poliomielite 1,2,3 -São 3 doses. A primeira aos dois meses.

Pneumocócica 10 valente . São duas doses. A primeira e aos dois meses de vida.

Rotavírus humano G1P1 - São duas doses,. A primeira aos dois meses de vida.

Meningocócica C (conjugada) - São duas doses. A primeira aos dois meses de vida.

Febre Amarela - São duas doses a primeira aos nove meses de vida.

Poliomielite 1 e 3  - É administrada como reforço,  sendo o primeiro aos 15 meses.

Difteria, Tétano, Pertussis (DTP) - É administrada como reforço. Sendo o primeiro aos 15 meses.

Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR) - A primeira dose aos 12 meses de idade.

Sarampo, Caxumba, Rubéola, Varicela (SCRV) - Aos 15 meses de idade.

Hepatite A - Uma dose aos 15 meses de idade.

Varicela - Uma dose aos quatro anos de idade. 

Diftéria, Tétano (dT) -  A partir de sete anos de idade. 

Papilomavírus humano (HPV) - São duas doses, nas meninas de 9 a 14 anos de idade e nos meninos de 11  a 14 anos de idade.

Pneumocócica 23- Uma dose em todos.

Influenza - Uma dose uma vez ao ano.

Para mais conteudos assim siga  nosso instagram