Que atitude louvável desta empresa!

Por 0 , , , Permalink 2

Esta história me fascinou, pela carga emocional, pela atitude da empresa, que está de parabéns!

Gledson Pereira da Fonseca, de Marília (SP) perdeu a esposa Keila Quintiliano no dia 27 de junho, depois que ela deu à luz o casal Maria Luiza e Samuel.
O parto dos bebês, que seguem internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal de Marília, foi feito às pressas. Ele teve de ir ao hospital porque sua esposa estava sentindo falta de ar e descobriram no local um edema agudo no pulmão, cumulado com uma parada cardiorrespiratória, tendo de fazer o parto imediatamente, com 36 semanas de gestação. Ela veio a falecer seis horas depois, sem conhecer os filhos.
Depois da morte da esposa, a empresa onde Gledson trabalha como supervisor de operações de máquinas agrícolas entrou com um pedido no INSS para conceder a ele a licença-maternidade. O pedido foi feito com base no artigo 392-B da lei 12.873, de 24 de outubro de 2013.
A licença dá direito a quatro meses de afastamento, mas a empresa ofereceu mais dois meses, devido a um programa de cidadania. Após os seis meses da licença, Gledson entrará de férias, totalizando sete meses sem trabalhar, tempo que poderá aproveitar integralmente os filhos. “Neste período vou fazer o que minha esposa faria. Dar de mamar, cuidar e estabelecer um contato mais intenso com eles.”

Que história! Torço para o que os gêmeos de Gledson saiam rápido e com muita saúde do hospital e mais uma vez, parabéns à empresa onde ele trabalha pela maravilhosa atitude!

Para quem quiser ler o texto na íntegra. segue o link

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.