Orgulho de ser pai

Por 1 , , Permalink 5

Toda noite, quando seus olhos estão com sono e os bocejos vem um atrás do outro eu me sento na cama ao lado de meus dois filhos e, sorrindo, passo a falar com um eles.

Nem sempre é fácil, mas sendo um pai divorciado dos meninos, que só dormem sob o mesmo teto que as irmãs, comigo e minha mulher a cada duas semana, me fez aprender sobre o significado e apreciação de tê-los em minha vida.

E eu acho que, de certa forma, que o reconhecimento do quanto eles significam para mim é o que levou a estas conversas muito interessantes que tenho tido ultimamente na hora de dormir. Eu encaro eles nos olhos e começo a conversar:

– Sabe filho? (Eu sempre começo).
– Fiquei muito orgulhoso de vocês hoje. Fiquei muito orgulhoso de ser seu pai.

Esta é uma frase muito genérica. Mas você ficaria surpreso onde ele me leva (onde isso nos leva).
Para começar, ela abre um milhão de portas de comunicação entre nós.

– Filho, se lembra que você, mesmo quando eu pedi para fazer x coisa (aqui entra um momento de discórdia entre nós) e não fez e acabou brigando comigo?
Neste momento, ao falar esta frase, eu ainda estarei sorrindo (e com um tom calmo de voz) como nós estivéssemos conversando sobre um dia perfeito no parque ou algo assim.

Em seguida, ele se lembra e ele sorri também, levemente no início, meio na dúvida se eu estou indo por uma estrada diferente, que ele não sabe com certeza onde vai dar.

– E lembre-se como você chorou e, em seguida, começou a gritar bem alto quando eu te peguei e decretei um castigo, porque você tinha realmente feito algo errado?

Ele acena com a cabeça suavemente, o seu sorriso, vacila um pouco.

Eu chego e acaricio seu cabelo.

– Bem, então você sabe por que eu estava bravo com você naquele momento, certo?
– Mas você sabe que eu ainda te amo de verdade, certo?
– Mas, lembre-se quando você me desobedece e, em seguida, acabamos nos envolvendo em uma grande bagunça?

Ele move sua cabeça pequena para me mostrar que ele entende.
– Mas eu ia fazer o que você me pediu! Ele oferece seu bonito sorriso, meio como uma tentativa remota de desculpas e defesa.

– Eu sei. Eu sei, cara. E ouça, o ponto é, nós dois aprendemos algo. Aprendemos que quando o pai ou a mãe (eu sempre coloco ela também, só porque eu sou legal!) diz que você deve fazer algo, provavelmente é uma boa ideia ouvir, não é?

Ele balança a cabeça novamente.

– Mas beleza. Aprendi também que você me faz tão orgulhoso às vezes, quando menos espero!

Seu sorriso cansado volta grande e curioso.

– Porque depois desta confusão, no dia seguinte você, mais calmo, me disse que você estava arrependido. E, melhor ainda, você me disse que você realmente entendeu o que eu pedi.

– E eu pensei: Que bacana! Eu estava muito orgulhoso de você por isso!

E assim vai.

Algumas noites eu digo lhes como eu estava orgulhoso deles, porque eles ajudaram muito com as irmãs. O que jogamos um novo jogo e ele compreendeu as difíceis regras e aproveitamos muito.

 

Isso realmente não importa, no final, como pode ver, estou tão longe de ser perfeito, tão longe do pai que eu sonho de ser um dia.

No entanto, meu coração é verdadeiro, e meu amor pelos meus filhos, bem como pelas minhas trigemeas é muito maior do que eu possa entender.

Mas dizendo aos meus filhos como estou orgulhoso deles no final de cada dia é apenas a minha maneira de deixá-los saber que está tudo bem.
Que são sólidos.
Que o pai os ama mais do que ele possa explicar.

Mesmo que eles me desrespeitem, brigam por bobagens. Mesmo quando eles deslizam fora das trilhas, eu vou estar pulando para cima deles em sua cama, não importa o por quê.

Apenas para lembrá-los tanto que o pai ama.

Só para que eles saibam que eu estou tão orgulhoso de ser o pai deles.

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.